Blogger Templates by Blogcrowds



Tommy Lee Jones está com a estatueta praticamente na mão. Seu maior rival, Philip Seymour Hoffman, perdeu força na temporada e o caminho parece livre para o veterano. Vencedor do Oscar por seu trabalho em O Fugitivo, Lee Jones está bem perto de sua segunda estatueta. Sua indicação é certa e deve aumentar a lista de prêmios de Lincoln, o filme mais elogiado de Spielberg dos últimos anos.

Philip Seymour Hoffman ficou muito próximo de seu segundo Oscar quando concorreu por Dúvida, em 2009. Naquele ano, Heath Ledger concorria pela magistral atuação em Batman – O Cavaleiro das Trevas, o que deixou Hoffman apenas com a indicação. Parece que o ator (um dos melhores da atualidade) amargará o “segundo lugar” mais uma vez. Mas o foco aqui não são os vencedores, mas os indicados. Por este ponto de vista, Hoffman é aposta certeira.

Robert De Niro não entrega uma atuação digna de Oscar (indicação ou vitória) há muito tempo. A Academia tem aqui a oportunidade de lembrar-se do veterano e indicá-lo como um dos melhores do ano. E se a Academia quer uma forma de homenagear o sujeito indicando-o em alguma categoria, é melhor que seja agora, pois é impossível prever quando De Niro terá outro bom momento como este

Alan Arkin não faz muita coisa em Argo, mas o pouco que faz é marcante. A Academia demorou a reconhecer o ator, e agora as oportunidades que surgem devem ser aproveitadas. Arkin talvez seja o elemento mais frágil da lista, aquele que pode ficar de fora para que outro seja beneficiado. Neste caso, Javier Bardem é uma aposta. Argo, ainda que seja uma das certezas dos Oscar, é o filme que teve a caminhada mais irregular até aqui. No início estava no topo, perdeu lugar para Les Misérables, ficou atrás de Lincoln e Zero Dark Thirty e agora está novamente no topo, lado a lado com o longa de Spielberg. Esse sobe e desce pode tirar o ator da corrida.

Leonardo DiCaprio tem prestígio na Academia. Com três indicações ao prêmio, parece que o ator terá mais uma chance. Não deve vencer, mas a nomeação parece justa. Django Unchained é outro que teve uma caminhada irregular até aqui. Não foi um sucesso absoluto entre os críticos e ficou de fora da maioria das premiações. Foi no Globo de Ouro, porém, que o filme ganhou força. Tarantino e principalmente DiCaprio e Christoph Waltz podem se beneficiar disso.

3 comentários:

Acho que Tommy Lee Jones ganha também! Minha ansiedade para ver Lincoln cresce cada vez mais!
Acho que você nem viu Matt meus comentários em vários posts que comentei aqui uns dias atrás rs
Abraços!
Dois dias para sairem os indicados \o/ Ansioso

8 de janeiro de 2013 15:42  

Olá, Alfredo!

Vi seus comentários sim, mas não pude respondê-los ainda. Os indicados saem amanhã e ainda faltam três textos, então tenho que escrevê-los. rsrs

Mas assim que puder, respondo.

Abraço!

9 de janeiro de 2013 18:46  

Entendo.
3 textos ainda falta é...
Ansioso para ler então \o/
Será que teremos algumas surpresas amanhã?
Espero que sim!
Abraços!

9 de janeiro de 2013 20:25  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial