Blogger Templates by Blogcrowds

Cinema 2012 #02 - Os Melhores Momentos/Cenas

É a vez de listarmos os melhores momentos que o Cinema nos proporcionou em 2012. São as melhores cenas, as mais emocionantes, impactantes, engraçadas, etc. 

Fique atento, alguns vídeos e textos podem trazer spoilers sobre os filmes citados.

Joey corre pela "Terra de Ninguém" (Cavalo de Guerra)

Há os que apontam Cavalo de Guerra como um dos piores e mais decepcionantes filmes do ano. Com razão ou não, todos devem concordar que algumas cenas vistas aqui são belíssimas e merecem destaque. Steven Spielberg pode exagerar no sentimentalismo, mas sempre cria imagens memoráveis. Além dos minutos finais, visualmente irretocáveis, a corrida de Joey pelos campos de batalha da Primeira Guerra Mundial chocam e emocionam. Um animal sem medo, correndo enquanto as balas cortavam o vento. O desfecho da sequência é angustiante.


O final de A Separação

A Separação é não só um dos melhores do ano como um dos mais relevantes e importantes filmes dos últimos meses. Asghar Farhadi além de explorar a relação conturbada de um casal, analisa, com um olhar intimista e sutil, a atual situação de seu país, o Irã. A cena final, com homem e mulher separados por uma porta de vidro, frágil e transparente, é de um sibolismo e de uma beleza incontestável.

Bane Vs. Batman (Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge)

O melhor combate corpo a corpo do ano é cru, intenso e visceral. O som abafado dos socos, o conflito psicológico, a escuridão. Pela primeira vez vimos o Homem Morcego lutar e apanhar de verdade. Uma vértebra exposta é só um detalhe. 


Sam e Suzy à beira do lago (Moonrise Kingdom)

A inocência da dança, da conversa, do abraço. Moonrise Kingdom é tão belo em sua mensagem e em sua abordagem visual que fica difícil escolher apenas um cena. Ainda assim, uma se sobressai: Sam e Suzy aproveitam a liberdade e o amor à beira de um lago.



John Hawkes canta Marcy's Song (Martha Marcy May Marlene)

O filme não é grande coisa, mas John Hawkes novamente rouba a cena e entrega uma atuação excelente. A sequência em que ele toca e canta é o ponto alto da fita: enquanto seus "seguidores" fazem barulho com o violão, sem formar um acorde sequer, Patrick (Hawkes) apresenta um canção mais elaborada, com letra e melodia definida, mostrando que é ele quem tudo pode no lugar, que é o único capaz de tocar e cantar uma música; é nesse momento que o personagem tenta mostrar sua superioridade. 



Obs.: A cena do filme não está disponível, assim, portanto, assista Hawkes cantando em um estúdio.

Bônus: Charadas no Escuro (O Hobbit - Uma Jornada Inesperada)

O encontro de Bilbo e Gollum é a melhor parte de O Hobbit. Gollum nunca foi tão real e humano como aqui. O vídeo completo, claro, está indisponível, mas você pode assistir abaixo Gollum dizer a Bilbo que "Não estava falando com você", mas com outro alguém... 


1 comentários:

Concordo com você@!
Acrescentaria algumas cenas de Hugo, The Help, Os Homens que Não Amavam As Mulheres, O Abrigo, Indomável Sonhadora, Life Of Pi!
Mas adorei que você sempre lembra de um dos mais subestimados filmes que vi, o belo Cavalo de Guerra. Um filme que eu adorei. De verdade.

2 de janeiro de 2013 21:00  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial