Blogger Templates by Blogcrowds

The Pacific - Episódio 1


The Pacific é um minissérie, dividida em dez episódios, produzida pela HBO, Seven Network Australia e DreamWorks. A minissérie de produção de Steven Spielberg, Tom Hanks e Gary Goetzman. Depois do sucesso de Band of Brothers, que contava a história da Easy Company e seus pára-quedistas, não espanta a criação de The Pacific, que por sua vez, conta a história dos fuzileiros navais e suas operações no Pacífico.
Mas não vá tecendo pré-julgamentos. A única coisa que The Pacific divide com Band of Brothers é o pano de fundo (a 2ª Guerra Mundial) e os produtores. O estilo é outro. Se na minissérie de 2001 o tom era escuro, opaco, cru como o de O Resgate do Soldado Ryan, The Pacific está mais para Além da Linha Vermelha, ao menos o seu primeiro episódio. O tom é mais claro, violento do mesmo jeito, mas diferente. Aqui vemos uma praia, digamos tropical. Árvores, calor. É outro cenário.
Assim como em Band of Brothers, The Pacifc foca, principalmente, na vida de certos personagens. Três, mais especificamente. Bob Leckie, Eugene Sledge e John Basilone. Aos poucos vamos conhecendo mais e mais sobre a vida, sobre o caráter de tais personagens e, incrivelmente, já é possível criar um forte vínculo com os soldados já no primeiro episódio.
A minissérie é uma das mais caras já produzidas e já recebeu uma indicação ao prêmio de Melhor Minissérie no Emmy deste ano.
______________

The Pacific - Episódio 1
Direção: Tim Van Patten

O que é mais notável na estreia de The Pacific é a naturalidade com que apresenta seus personagens. Em pouquíssimo tempo já gravamos seus nomes, um pouco do caráter de cada um e podemos criar um vínculo. Antes da metade do episódio eu já estava interessado pelos personagens. Intrigado. Queria conhecê-los um pouco mais. Queria acompanhá-los. Os personagens principais são Leckie, Sledge e Basilone. O primeiro episódio é focado na breve apresentação dos mesmos e no desembarque de Leckie. Pode-se dizer que o primeiro capítulo é de Leckie. Ele é o foco principal. Enquanto acompanhava o dia cansativo do soldado, estava pensando o que estava acontecendo com os outros personagens. E constatar isso logo na estreia é muito bom. E raro. Criar um vínculo com os personagens tão rápido prova a qualidade da produção. Pude definir os personagens mais interessantes e aqueles que não merecem tanto espaço. Sledge, por exemplo, parece o menos interessante, mas ainda é cedo para afirmar, tendo em vista que assisti apenas o primeiro episódio.

The Pacific é daquelas séries torturantes. No bom sentido, claro. É uma tortura ter que esperar para assistir o próximo episódio. Nota-se pela minha resenha que a minissérie começa bem envolvente. Não possui mistérios, segredos, ursos, monstros de fumaça e coisas do tipo para prender o espectador e fazer com que se importe com o futuro dos personagens e da história. Escrita com cuidado, The Pacific nutre um claro elo entre os personagens, e não se perde no meio de tantos personagens e acontecimentos. Quando os pouco mais de cinquenta minutos se passaram, tive a impressão de que já conhecia aquelas pessoas há muito tempo ou, ao menos, de que já assistira algum filme, alguma série com aqueles personagens.

Mas além de cuidar de seus personagens com extremo cuidado, The Pacific também investe na ação, e já no episódio de estreia somos brindados com uma sufocante sequência de guerra. Pouco enxergamos na cena, e isso é o que há de melhor na sequência. Assim como os soldados, enxergamos apenas as balas cortando o vento, os riscos de luz passando de um lado para o outro. Diferente de Band of Brothers, que reservou seu episódio de estreia apenas às apresentações, The Pacific vai direto para a guerra. É nítido o gasto da minissérie. Os milhões de dólares saltam aos olhos com belas cenas e efeitos especiais.

Com um primeiro capítulo promissor, The Pacific parece querer marcar. Dificilmente alcançará a obra-prima que é Band of Brothers, mas conseguindo chegar a uns oitenta por cento da perfeição daquela minissérie, já é grande coisa.

Nota: 9,0

1 comentários:

The Pacific não foi a melhor série da HBO, mas teve uma produção que não pode criticar o script estava um pouco solto, mas, na verdade, foi bom enquanto durou.

24 de março de 2015 16:04  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial