Blogger Templates by Blogcrowds

PREVIEW - 1 Ano/Entrevista: Ricardo Matsumoto

Junto com o Pipoca Net, um outro veículo que leva o cinema às casas e corações dos cinéfilos nasceu. Na verdade, um é consequência do outro. A Revista PREVIEW teve sua primeira edição (que trazia Harry Potter na capa) lançada em julho. Logo, procurando na internet, achei a modesta comunidade da revista no Orkut. Criada por Caio Falcão(antigo membro do Pipoca), a comunidade tinha poucos membros. Apenas dois (o proprietário Caio e Anabela) postavam alguma coisa e outra. Resolvi participar da comunidade e postar algumas opiniões. Em pouco tempo uma forte amizade surgiu entre os membros da comunidade. Foi em agosto, então, que a ideia do blog surgiu. E se não fosse a PREVIEW, o Pipoca Net não existiria.

Logo, fica óbvio de que os dois comemoram um ano de existência no mesmo mês. E é por isso que presto uma singela homenagem a esta brilhante publicação. A Revista PREVIEW.

Rodeada de calorosos elogios desde sua primeira edição, a PREVIEW alcançou um status quase que inacreditável em apenas um ano. De lá para cá, exatas doze edições foram lançadas. Quando a revista não chegava às bancas num mês, no outro os leitores eram compensados. Começando do zero e sem fazer alardes, a PREVIEW foi tomando conta do espaço e cativando várias e várias pessoas. Aos poucos, mais e mais leitores compram a PREVIEW e visitam o blog da revista e a Comunidade do Orkut. Raramente uma publicação atinge os elogios e o espaço que a PREVIEW atingiu. Sem citar nomes, mas fincado na realidade, uma publicação sobre cinema nasceu e morreu em um ano. Outra, praticamente faliu e jogou pro alto anos de história. Já a PREVIEW publicou doze edições. Todas completas, com pouquíssimos erros e tropeços. Baseada na simplicidade, no respeito, no profissionalismo e na variedade, a Revista PREVIEW completou em agosto o primeiro de muitos anos de sucesso.

Tudo começou quando a maior parte da equipe da PREVIEW se desligou de uma antiga publicação. Mas é claro que aqueles talentos não poderiam ficar parados e resolveram criar sua própria revista de cinema. Os nomes mais conhecidos: Ricardo Matsumoto, Suzana Itiberê, Mariane Morisawa, André Gordirro, entre outros. A primeira edição, como dito, foi lançada sem muito alarde. Fazendo pouquíssimo barulho (apenas as pessoas ligadas à internet, principalmente Orkut ficaram sabendo da existência da revista mais rapidamente), a primeira edição teve pouco mais de sessenta páginas e trazia uma grande variedade de matérias. Não eram apenas três textos sobre os principais lançamentos, e sim, vários textos sobre variados assuntos. De Harry Potter a Inimigos Públicos, de True Blood a Se Beber, Não Case. Textos simples e diretos, sem frescura nem enganações.

Entrevista - Ricardo Matsumoto

Entrevista gentilmente concedida por Ricardo Matsumoto, diretor de redação da Revista PREVIEW. Extremamente simpático e inteligente, Ricardo ignorou o fato de ser chamado por um outro nome logo no início da entrevista, e concedeu uma interessante entrevista.

Pipoca Net - Como e quando surgiu a idéia de criar a PREVIEW?

Ricardo Matsumoto - A ideia surgiu em abril do ano passado, logo depois do fim de nosso ciclo na outra revista. Originalmente, havia um investidor por trás do projeto. Reunimos a equipe e começamos a trabalhar na primeira edição. Nosso objetivo era aproveitar o lançamento de Harry Potter e o Enigma do Príncipe, em julho. O tempo era curto, mas sabíamos que era importante pegar carona com um fenômeno na revista de estreia. No meio do caminho, o investidor desistiu. Como já estávamos com a revista praticamente definida, começamos a procurar uma editora parceira. Por sorte, encontramos a Nova Sampa, que topou de cara levar a revista adiante.

Quais foram as primeiras dificuldades enfrentadas?

A primeira dificuldade foi trabalhar com poucos recursos. Não tínhamos verba para divulgar a revista. Ou seja, nada de propaganda. Íamos simplesmente jogar uma revista desconhecida nas bancas e torcer para que os leitores descobrissem. Claro, Harry Potter era forte, mas o risco era grande.

Como você vê o mercado editorial desta área (especializada em cinema) hoje? É mais concorrido e difícil do que o mercado de anos atrás?

O mercado é bastante complicado, principalmente para uma revista independente como a nossa. Além do mais, tivemos o azar de pegar uma época de crise econômica mundial no ano passado. Acho que o mercado editorial, como um todo, encolheu... E só agora começa a dar sinais de recuperação... A área de cinema tem um potencial que ainda não é muito explorado. Você precisa divulgar seu produto bem. Hoje, estamos trabalhando bastante em promoção. Acho que a revista está legal, mas muita gente começou a conhecer a PREVIEW a partir dos últimos dois números.

Como se dá o processo de elaboração e criação de uma edição? É difícil, cansativo?

É difícil porque ainda não podemos contar com uma equipe maior. Não é fácil colocar uma edição por mês nas bancas. Então temos que nos desdobrar. É cansativo, mas posso dizer que todos adoramos o que fazemos.

Como se dá o processo de criação de uma matéria? Que materiais vocês usam quando não se tem acesso ao elenco ou set de filmagens?

Bom, cada matéria é diferente. Algumas demoram porque você precisa pesquisar coisas (como um perfil, por exemplo), outras são trabalhosas porque você precisa transcrever entrevistas. Quando não temos acesso ao elenco ou set de filmagem, podemos comprar algumas entrevistas de agências internacionais.

Você e sua equipe estão satisfeitos com a recepção do público, ou esperavam mais?

Acho que todos estamos contentes com a PREVIEW. E gostamos de ver os leitores comentando o que gostam ou não em cada edição. Acho que não dá para agradar todo mundo, mas procuramos sempre melhorar a revista cada vez mais.

Pra você, quais são os ingredientes de uma boa revista sobre cinema?

Acho que é a variedade. Muitas vezes, não conseguimos explorar outros assuntos (como televisão, tecnologia, etc) como queremos porque há muitos bons lançamentos nos cinemas. Mas nosso objetivo é sempre oferecer variedade: falar de lançamentos, de clássicos, de grandes astros, etc...

Agora, vamos falar sobre cinema. Qual(ais) seu(s) filme(s) favorito(s)?

É difícil falar de filmes favoritos, são tantos... Eu adoro cinema, gosto de ver várias vezes os filmes que gosto e nunca vejo isso como um trabalho. Se não tivesse de escrever sobre filmes, continuaria a ir no cinema do mesmo modo. Posso dizer alguns que gostei nesse ano de vida da PREVIEW, como SE BEBER, NÃO CASE, DISTRITO 9, STAR TREK, A ORIGEM, OS HOMENS QUE ENCARAVAM CABRAS, etc...

Qual seu diretor favorito?

Difícil dizer. Acho que o melhor diretor atualmente é Christopher Nolan. Gosto muito de Michel Gondry e Spike Jonze.

Como você classificaria o Cinema hoje em dia? É o mesmo de sempre? Piorou ou melhorou?

Não curto muito a febre de refilmagens. Faltam novas ideias. Nesse ponto, piorou. Adaptar séries ou quadrinhos é legal, mas essa coisa de refilmar produções estrangeiras recentes é algo muito bizarro.

Qual a sua opinião acerca do Cinema nacional?

Gosto de muita coisa no cinema nacional. Acho que as produções brasileiras andam explorando diferentes gêneros e isso é ótimo. Não dá para ter filme só de pobreza ou violência. Claro, estou aguardando Tropa de Elite 2, mas é legal ver comédias e filmes adolescentes...

E no restante do mundo, qual país você destacaria no ramo da Sétima Arte?

O cinema sueco. Deixa ela Entrar é fantástico. E vi recentemente Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, que é bem bacana.

Uma promessa do Cinema.

A atriz Chloe Moretz, de Kick-Ass.

Uma surpresa.

Encontro Explosivo. Parecia ser uma bomba (com o perdão do trocadilho), mas o filme é bastante divertido.

Uma decepção.

Homem de Ferro 2. Achei que ia ser como Homem Aranha 2 ou X-Men 2, ambos melhores que o primeiro. Achei mais fraco que o original.

Uma farsa

Os diretores Jason Friedberg e Aaron Seltzer, dos constrangedores Super-Heróis – A Liga da Injustiça e Os Espartalhões. Estão acabando com a fama do “besteirol” que surgiu nos anos 80.

Qual último filme que você assistiu e poderia nos indicar?

A ORIGEM, claro (se alguém não viu). Se quiser algo mais alternativo, confira O PRIMEIRO MENTIROSO em DVD. Vale a pena...

Se pudesse definir Cinema em poucas palavras, quais seriam estas?

Cinema é diversão acima de tudo.

Qual o melhor filme do ano até agora?

A ORIGEM com certeza.

Qual a mais simpática/agradável celebridade que você teve a oportunidade de conhecer ou entrevistar? E a mais antipática?

Eu acho que sempre tive sorte, porque nunca encontrei alguém antipático. Acho que foi o mais simpático foi o Michael Douglas. Ele é um cara muito legal (eu escrevi um texto sobre ele na edição de setembro de PREVIEW) e interado com tudo que acontece em Hollywood.

E na TV, alguma coisa chama ou chamou atenção ultimamente?

Eu adoro séries de TV. Assisto True Blood, Fringe, House, Glee e Modern Family.

Voltando a falar sobre a PREVIEW, o que o leitor pode esperar de novo nas próximas edições?

Estamos sempre em busca de novidades. Queremos criar novas seções e caprichar mais na variedade. Ultimamente o cinema tem ocupado 90% da revista. Sabemos que o cinema é nosso assunto principal, mas queremos equilibrar melhor o conteúdo. Colocar mais TV, mas DVD, etc...

Uma pergunta freqüente é sobre as assinaturas. Algo já está sendo feito a respeito?

Vamos começar em breve. As coisas atrasaram um pouco, mas estamos correndo para oferecer as assinaturas o quanto antes.

E o futuro? Como você o espera para a revista?

Bom, queremos sempre melhorar a revista. E como as coisas estão se consolidando, poderemos melhorar a estrutura da revista. Aumentar a tiragem e melhorar a distribuição.

Durante toda a sua carreira, você deve ter passado por inúmeras situações no mínimo engraçadas ou constrangedoras. Alguma história do tipo?

Claro. A última situação engraçada foi no set de Resident Evil 4. Depois de ver algumas cenas, aproveitamos uma pausa para almoçar. Na hora que sentamos (eu e o pequeno grupo de jornalistas internacionais), avisaram que as entrevistas iam começar. Não deu outra, fomos com o prato na mão para a sala onde iria rolar a conversa com os atores. Ninguém conseguiu almoçar direito...

Por Matheus Pereira

1 comentários:

Ótimas respostas para ótimas perguntas. Longa vida à Preview e ao Pipoca Net!
S2

8 de setembro de 2010 12:46  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial